O ESCULTOR

 

Luís Filipe de Oliveira Valadares Lacerda

Após uma infância e juventude passadas em Borba, no Alentejo, interrompe, em 1970, o curso de Sociologia em Évora para cumprir o serviço Militar que terminou em Maio de 1974 depois de uma comissão em Moçambique.

Em 1989 abandona a sua carreira profissional, na área da informática, para se dedicar exclusivamente à Escultura.

Logo de início decide enveredar pela escultura “animalista” devido ao seu gosto e conhecimento da vida animal adquiridos no Alentejo (Borba) onde começou a caçar, com o seu Pai, aos 12 anos de idade.

A sua estadia de 2 anos, em Moçambique, possibilitou-lhe conhecer também a fauna Africana que inclui amplamente no seu trabalho.

Até 1994, ano em que já apresentou alguns bronzes, o seu trabalho foi em cerâmica (barro e grés) com policromia, num estilo realista, que mantém.

  A partir de 1997 começou a utilizar quase exclusivamente o bronze nas suas obras que entretanto alargou à figura humana.

 O seu trabalho em monumentos tem início em 2000 quando é convidado a apresentar um projecto para um monumento ao “Agricultor Português”, num concurso promovido pela C.A.P.

 

                                                                         MONUMENTOS

 

Agricultor Português 

Rio Maior / Novembro 2000 (Por concurso)

Composto por duas figuras, com 2,5 metros de altura, está colocado no jardim junto à Câmara Municipal.

 

Rainha D.ª Tereza

Ponte do Lima / Março de 2002 (Por convite)

Monumento à  Mãe de D.Afonso Henriques.

A figura tem 3 metros de altura e encontra-se numa rotunda frente à Câmara Municipal.

A Rainha deu o foral a esta vila em 1125, estando esse acto simbolizado na escultura.

    

Cavalo “Alter Real”

Alter-do-Chão / Outubro de 2005 (Por concurso)

Monumento ao  Cavalo, em bronze, tem 4m de altura.

Este trabalho foi feito em co-autoria e em estreita colaboração com a Coudelaria de Alter.

                              

El Rei Dom Carlos I

Cascais / 1 de Fevereiro de 2008 (Por convite)

Por sua iniciativa e ideia original, o monumento está colocado junto à fortaleza da “Cidadela”, virado para a baía, e simboliza o distinto trabalho do Rei como Oceanógrafo, a sua faceta mais importante no relacionamento com a Vila de Cascais.

Inaugurado pelo Presidente da República, Prof. Cavaco Silva na data do centenário do regicídio.

 

Félix Naharro Pires

Zoo de Lisboa / Maio de 2009 (Por convite)

Em tamanho um pouco acima do natural,retrata o distinto Dirigente já falecido.

Está colocado na entrada para a zona de visita aos animais.

Inaugurado pelo Presidente da República, Prof. Cavaco Silva.

 

                                                       OUTROS TRABALHOS

 

  • R.T.P., R.T.C., S.I.C., Hotel da Lapa, ESAGRI, Caves Aliança, Nestlé, Fujitsu Siemens, B.E.S., S.I.V.A , etc.

 

  • De 1997 a 2003 colaborou no Leilão de Beneficência do Zoo de Lisboa, para o qual  criou peças específicas.

 

  • Por convite da Imprensa Nacional Casa da Moeda concebeu, entre 2002 e 2004, uma colecção de esculturas, em bronze e prata, representando as oito raças Portuguesas de cães. *

 

  • Fornecedor da “Holland & Holland” de Paris até ao seu encerramento em Julho de 2007.

 

  • A sua escultura do cavalo Alter Real constitui  prémio para:

         - Concurso “XVIII Marquês de Marialva - D. Diogo de Bragança” desde 2013     

         - Concurso de Saltos Internacional Oficial de Lisboa (C.S.I.O.) desde 2007

  • Aconvite da Fundação Luso-Brasileira criou, em 2009, a escultura para os quatro prémios atribuídos nesse ano por esta Instituição.

 

  • Por convite da Imprensa Nacional Casa da Moeda concebeu, em 2015, uma medalha de 5€ com o motivo "Lince Ibérico" , para integrar a colecção "Espécies em Extinção" com lançamento em Outubro de 2016.

      Foi-lhe atribuido o prémio de "Melhor medalha do ano".

  • Novamente por convite da Imprensa Nacional Casa da Moeda concebeu, em 2018, uma segunda moeda de 5€  também para integrar a colecção "Espécies em Extinção". O motivo é o "Lôbo Ibérico" e o seu lançamento foi em Maio de 2019.

 

COLECÇÕES -  As suas esculturas estão presentes em várias colecções particulares em Portugal e no Estrangeiro 

                         (Ex: as Casas Reais da Holanda, Mónaco, Espanha, Presidência dos E.U.A., etc).

 

 

* Na sua visita a Portugal, em 2010, o Presidente dos E.U.A. Barak Obama recebeu como presente, do Presidente da República Cavaco Silva, um exemplar do “Cão de água”, em bronze, desta colecção.

Música:play/pause

© 2023 by CERAMICS.  Proudly created with Wix.com

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • b-googleplus